• Driele Quinhoneiro

Afinal, o que é comer saudável?


Enquanto descrevo a imagem de comer saudável que foi a única por muito tempo na minha cabeça, você pode ir acessando a sua.


Uma mulher, vestida com roupas de academia, com um prato branco cheio de salada colorida, ela está segurando um garfo com um bocado de salada e sorri como se estivesse feliz.

Essa imagem pode parecer inofensiva, mas não é. É um construto da mentalidade da dieta e da ideia de superioridade moral que é vendida hoje para as pessoas que comem salada e fazem atividade física (o que quero dizer é que se você come assim e se movimenta você é melhor do que quem não faz isso). Isso é extremamente prejudicial e você pode reconhecer o outro lado disso, achar que você é uma pessoa ruim porque no almoço de segunda comeu hambúrguer com cerveja.


Quando miramos nessa imagem vamos experimentar constantemente a frustração de acreditar que não somos capazes de comer saudável.

Como uma profissional AntiDieta eu digo para a cultura da dieta "O buraco é bem mais embaixo e sua superficialidade dieta me faz rir de nervoso"


Tem uma definição que podemos utilizar para começar:


Comer saudável é quando é gostoso na boca, faz seu corpo se sentir bem, é bom para quem produziu e para a natureza.

E mesmo essa definição que é mais ampla está incompleta porque comer saudável é um processo tão fluido como a vida.


Algo preocupante que precisamos mencionar é que comer saudável tem a ver com acesso à comida, como premissa inicial e de direito. Em um pais em que dados recentes mostram que mais de 30 milhões de brasileiros estão passado fome e que a cesta básica supera o salário mínimo, é necessário não estarmos isoladas disso. E que possamos notar como informações como essas podem ser paralisantes e como podemos acolher esse sofrimento e ter ações habilidosas sobre isso.


Para aquelas pessoas que tem acesso à comida o que é saudável vai se aprofundando cada vez mais.


Por exemplo para algumas pessoas o mais saudável agora será se permitir comer um arroz e feijão, já que essa combinação tem sido proibida na vida interminável de dietas.

Para outras pessoas o mais saudável agora será fazer um prato típico de festa junina da cidade de onde nasceu para alimentar a fome do coração e também como forma de se reconectar com a cozinha, já que o trabalho tem ocupado toda a energia da vida.


O comer saudável vai ser diferente para pessoas que moram sozinhas e àquelas que moram em duplas ou grupos.


O comer saudável vai mudar se alguém da sua casa gosta de cozinhar. Comida saudável para alguém que gosta de algo mais prático, rápido e gostoso, vai ser diferente de quem gosta de preparar pratos mais elaborados e passa mais horas por dia na cozinha.


O comer saudável pode mudar se você trabalha ou for aposentada. Pode também sofrer influência de qual região ou país você mora. Sofre influência se você está no inverno ou verão e também se você está menstruada, na menopausas e afins.


O comer saudável vai mudar se você vive em um ambiente seguro ou não.


Quando começamos a olhar para tudo isso, comer saudável é tão particular quanto cada pessoa. E ao eleger uma única forma que é a salada e a mulher rindo sei lá de que com roupas de academia, estamos certeiramente indo em direção ao sofrimento.


O que eu gostaria de dizer para você é que VOCÊ SABE COMO COMER SAUDÁVEL!

Apesar do seu pensamento e a ditadura da dieta estarem dizendo ao contrário diariamente. Compreenda a indústria da dieta e da beleza depende da sua ideia de que você não é capaz de comer saudável e de que seu corpo precisa ser modificado e por isso vai vender para você chocolate fortificado com vitamina A e procedimento de beleza.


Imagina que a cultura da dieta está arcaicamente contando calorias e achando que o nosso corpo é chaleira é que a única coisa que importa é quantas calorias comemos e quantas gastamos.

Então a pergunta quando você silencia um pouco todas essas mensagens caóticas é:

O que ajudaria você a comer saudável agora?


  • É cultivar menos culpa na alimentação

  • É se aproximar um pouco da cozinha

  • É encontrar o meio termo entre pedir comida de aplicativo e cozinhar todos os dias

  • É se oferecer comida que sua vó vazia

  • É cozinhar comida de festa junina

  • É aprender como fazer compras mais habilidosas porque você mora sozinha e quando cozinha acaba comendo a mesma comida por dias

  • É dizer a si mesma – “eu sou capaz de cozinhar comida gostosa e rápida” isso não é só coisa de masterchef

  • É cozinhar e distribuir comida para os vizinhos porque é muito só para você

  • É comprar panelas que dá vontade de cozinhar

  • É se permitir honrar sua fome

  • É ir em feiras livres

  • É se convidar para um jantar especial

  • É arrumar a mesa mesmo que seja só para você

  • É conhecer uma horta comunitária

  • É conhecer mais sobre a história da comida

  • É reconhecer que você já está comendo saudável


E que mais pode ser aí?


Enquanto perseguimos a mulher que ri comendo saladas estaremos cada vez mais distante do saudável real e possível.


_____________________________________________________________________

Próximos eventos:




65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo